sexta-feira, 21 de outubro de 2011

lapsos

será que você pensa em mim de vez em quando?

seu coração acelera, quando, não sei, você fala da infância, dos jogos no colégio, ou dos passeios de ônibus que a escola proporcionava. ou quem sabe, quando você assiste um filme, em que oceanos separam grandes amizades, e a gente sente na vida real o coração apertado. aliás, seu coração aperta quando você escuta "velha infância"? te dá uma fagulha bem no meio do peito e seu olhar viaja para algum lugar que não o que você está? existe alguma possibilidade de você desligar o telefone de noite e deitar a cabeça no travesseiro e me ver em algum lugar da sua vida? existe a chance de você escutar o meu nome em alguma conversa e sentir todos os seus músculos congelarem, a garganta secar e você encontrar alguma dificuldade em controlar alguma coisa que você não sabe muito bem o quê, pra quê ou como... mas você sabe que tem a ver comigo, que é comigo, e que de alguma forma tudo se resume em uma só palavra: saudade. (?)

obs: isso é um devaneio

5 comentários:

Luna Sanchez disse...

Eu tenho certeza de que sou lembrada, só não sei se com a doçura que também lembro...

Um beijo, Flá.

'Lara Mello disse...

Queria que os meus devaneios fossem tão bons quanto os seus :)

Fernanda. disse...

Sinto a cada dia um devaneio, até como este, mas um maior do que o outro. A cada dia...
Lindo seu texto!

Isadora disse...

vou ali chorar um tiquinho, depois eu volto :(

Nina Vieira disse...

Mas não seria tão verdadeiro se não fosse devaneio.