segunda-feira, 19 de setembro de 2011

minha arco íris, cheia de cor

eu conheço a melhor pessoa do mundo.

ela tem os olhos cor de mel e teima em dizer que não gosta deles, mesmo eles sendo uma coisa única, que não se vê por aí, raros, feito ela. tem também as mãos mais doces que uma pessoa pode ter, e que servem para tudo: melhor bolo de meleca do planeta, para abotoar o botão que caiu de última hora, para achar aquilo que ninguém sabe onde foi parar e também para pentear meus cabelos e fazer massagem nos meus pés quando estou muito cansada - tenho que confessar que essas últimas duas coisas estão no topo da minha lista. ela tem um negócio maluco com o tempo, corre contra e com ele, mas nunca devagar, seu sobrenome devia ser rapidez. ou eficiência, porque à tudo que ela se propõe ela faz: cuidar das filhas, das irmãs, dos sobrinhos, dos afilhados. tem também um dom premonitório incrível, o que faz com que eu tenha quase certeza que seu nome de deusa grega não é só uma coincidência e que ela realmente tem uma conexão com o divino, pois se ela disser, é melhor levar um guarda chuva que vai chover, ainda que esteja o maior sol do mundo é melhor confiar nela, porque o que ela fala acontece. ela sabe me ouvir sempre, quando estou brava, triste, feliz e divide comigo todas as minhas conquistas - e perdas. ela tem o maior coração do universo e lá cabem todos e mais um pouco, menos a raiva, por isso quando ela chega, ela teima em expulsá-la com muita muita força, porque dentro dela não tem espaço para o mal. estar com ela é entender o que é paciência, bondade, cuidado, carinho, dedicação, raridade... e amor. muito amor.

eu conheço a melhor pessoa do mundo.
e Deus, resolveu me dar a sorte de fazer dela a minha mãe.

22 comentários:

Luciana Espejo disse...

Desde a primeira linha eu já suspeitava quem era esta tal "melhor pessoa do mundo". Vcs são realmente meninas de sorte! Beijos

Ana Lu disse...

Eee! Parabéns pra mãe da Flá!! Tudo de bom!!

Larissa F.R. disse...

Own, que texto mais lindo *-* Caraca, como você escreve bem. u_u

Vou seguir. :**

'Lara Mello disse...

Comecei a ler, e mesmo sem saber de quem se tratava, comecei a lembrar da minha mãe..

Amei o texto, super merecido :D

Luna Sanchez disse...

Ah, que lindeza!

Merecedoras, com certeza, as duas, uma da outra.

Beijo grande!

ૐ 'Priscylα disse...

A coisa mais linda que li hoje !
Mãe é mãe, só muda de rosto e endereço :D
Beijos Flá.

Má Midlej disse...

aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah vou correr ali agora e dar um abração na minha. rs

>,<
Lindo demais, Flá.

Milena M. disse...

Quando li, lembrei da minha vó <3
Minha mãe é muito diferente do modo como você descreveu a sua, mas é a melhor pessoa do meu mundo.
Gostei demais do texto, Flá!
:*

sobrefatalismos disse...

Eu também tenho olhos cor de mel, e não gosto muito deles.
Espero poder ser, um dia, não a melhor pessoa do mundo, mas uma pessoa melhor.
Parabéns pela mãe que você tem. Um beijão.

Carolda disse...

Ah, nossas mães... há épocas em que a amamos demais, outras de menos, mas o amor é sempre o mesmo.

Beijo, moça.

Rafaela disse...

Ah, mas que coisa mais linda, Flá! Te entendo muito bem. Também sinto um amor incondicional pela minha mãe, é até meio difícil escrever sobre ela...

Beijos!

Fernanda. disse...

Que linda declaração!! Realmente, mãe é mãe e nada substitui!! Obrigada por visitar viu. Volte sempre, beijos!

Cristiana Drumond disse...

que lindo , esse texto é praticamente uma homenagem a todas as mães
adorei seu blog , seguindo aqi , bjo :*

Brenda disse...

LINDOOOO!
Sigo, até mais (:

Gabriela disse...

Ai que post mais lindo. Realmente a mãe da gente é uma benção em nossas vidas, né! Eu amo a minha <3 só ela me aguenta!

Jéssyka disse...

Que texto mais lindo!!

Drêycka disse...

Sempre fofa!!!

; ) BJSSS

Gabriela Freitas disse...

que lindo que qui está Flá, saudades imensas dessas tuas palavras, desculpe minha ausência, estou voltando ao normal com o blog agora

Nathy disse...

Que lindo!

gabs. disse...

Toda mãe é um anjo que dá a luz. *-*
"bolo de meleca"?

Anna Vitória disse...

lindo lindo lindo!
Só tenho que fazer uma observação: essa coisa de ter um dom misterioso de dizer as coisas e elas, de fato, acontecerem, não é aprticular à sua mãe, porque a minha também é assim e acho que é uma coisa das mães, alguma luz misteriosa que entra quando elas nos colocam pra fora e pronto, elas recebem um talento único para saber quando vai chover, quando vai esfriar, quando aquela viagem vai dar errado e tudo mais. À nós, cabe escutá-las.
beijos

Laís disse...

AAAAAAh, que lindo esse texto que você escreveu para sua mãe! Muito lindo mesmo! Já mostrou pra ela? Aposto que ela iria adorar!

Beijos ;*