quinta-feira, 26 de julho de 2012

o avesso do son(h)o

é como acordar do pior pesadelo da sua vida, só que ao contrário.

sabe quando você tem aquele sonho macabro, que te dá arrepio só de lembrar? o meu é assim. é um caminho infinito de um branco ocre, enorme de grande, com zilhões de portas do lado esquerdo e direito. como não tem o que fazer, você sai abrindo as portas para encontrar a saída. abre uma, duas, três, quatro, cinco, dezesseis: bam bam bam. pra dar de cara com o que você menos quer na vida: outro caminho infinito branco ocre, enorme de grande, com zilhões de portas que não levam a lugar nenhum. sua vida virou um labirinto, só que a saída não está em lugar algum. aí você começa a procurar desesperada por uma brecha, uma janela qualquer, pedaço de pedra ou martelo pra tentar bater na parede, pra encontrar ou cavar no nada alguma porta, qualquer uma, como acontece no show do truman. procura por câmeras, quem sabe seja uma pegadinha. qualquer uma! nada. aí vem o desespero, você sai batendo as portas, procurando, procurando e desesperada senta no chão e encontra uma brechinha, minúscula, onde você só consegue colocar um olho pra ver o que tem por lá. e é a sua vidinha normal, do jeito que você queria, na santa paz dos problemas cotidianos e esperados, lá está você reclamando do despertador, lendo um bom livro, escrevendo no seu computador. mas você grita e ninguém te escuta, você chora e ninguém nota, você tenta mas não volta.

é aí que você pensa: é um sonho. anda, flávia, acorda. mas então você percebe, que parece um pesadelo, é tudo tão ruim que você só pode estar sonhando e se belisca. dói. você está de olhos bem abertos, totalmente desperta. é como acordar para o pior pesadelo da sua vida. dia após dia, rezando pra fechar os olhos e dormir.

10 comentários:

ૐ 'Priscylα disse...

Com certeza é uma das piores coisas da vida, ver que o pesadelo não vem apenas quando a gente dorme ;/

Emilie S. disse...

que sonho estranho... o mais estranho é que dá aquela ideia da imagem que se repete quando um espelho é posto dentro do outro. ideia do infinito. loop da vida. mas,poder enxergar a própria vida por um ângulo,pequeno que seja [uma brecha] pode ser sinal de alguma coisa...
Blog Emilie Escreve

Kamilla Barcelos disse...

Puts, seu sonho foi entranho mesmo. E lendo seu texto foi trazendo essa impressão que você descreveu muito bem aqui.

Larissa Bello disse...

Bastante simbólico. Ver a sua vida somente por uma brecha e no entanto saber que há infinitas portas para serem abertas e descobertas.Me fez lembrar uma cena de Matrix, que também é um filme bastante simbólico e adoro.

Bjos e bons sonhos!

Thais I. disse...

Tem aquele papo de que sonhos são as expressões daquilo que tememos ou temos ânsia por, talvez seja válido pra esse tipo também.
Que saídas são essas que não te deixam dormir?

Alicia disse...

nossa, adorei o seu sonho!

sempre que sei que é um sonho, decido aproveitar quando é bom, e me esforçar pra acordar, quando é ruim.

por que na vida seria diferente, né?

não, não é.

Stella Rodrigues disse...

Não temos só flores durante o percurso dessa viagem chamada vida, temos que aproveitar, esses pesadelos reais pra crescer, amadurecer e saber desviar as coisas ruins e transformar em coisas boas. Quando tudo estiver dando errado, desabafe. E peça ajuda a quem pode ajudar, ou transforme em versos, afinal pra alguma coisa os pesadelos tem de servir certo? Beijo

Vanessa disse...

Pesadelo sempre assusta e dói. Mas passa :)
Beijos

Juliana Guedes disse...

É realmente um pesadelo tentar encontrar uma saída e não encontrar, só vê a sua frente mais portas que não irão te levar a lugar algum...
beijos

Lara Mello disse...

Nossa, o texto me levou em vários lugares, interessante que bons textos nos leva a outros lugares, né?!
Saudades de me delícias com os seus textos, sua linda! ♥