quinta-feira, 5 de julho de 2012

califórnia



foi assim que ela foi recepcionada, ao entrar no carro vermelho que ele dirigia, vestindo óculos de sol e sorriso rasgado (de doer a alma de qualquer uma) no rosto. nunca odiou tanto a canção do lulu santos, que parecia ter sido feita para os dois. viviam um romance mal explicado já fazia alguns meses. longe de ser considerado um namoro, muito mais sério do que qualquer rolo. assutava perceber que tratava-se de um relacionamento que surgira assim, inesperadamente, batendo no peito de cada um a cada vez que se encontravam. rotular o sentimento parecia torná-lo maior e desta forma optaram por não pronunciar palavra que definisse o que viviam e a sensação que sentiam cada vez que se encontravam. 
mas tudo virou de cabeça para baixo quando ele apareceu com a história da viagem. ele iria fazer, não havia jeito, a ideia tinha surgido e praticamente se concretizado antes que existisse qualquer coisa entre os dois. e era isso, as passagens quase na mão, o aperto no coração, o medo e o bolo no estômago, o "garota eu vou pra califórnia..." no cd do carro. ela sorriu encabulada, colocando o cabelo atrás da orelha e o braço pra fora, antes de perguntar: então tá bom, você tá é gostando dessa história toda. que vá!. falou numa confiança invertida, abaixando o som do carro. os dois riram, pois ambos sabiam que nada daquilo tinha cabimento. "tá esperando o que pra dar partida no carro? a gente vai acabar perdendo a sessão", ela disse mais uma vez, arrumando o relógio dele que ia meio desengonçado no braço esquerdo. 

e então ele apareceu com a música dois do cd (havia o hábito de gravarem cd's uns aos outros) e nela gil entoava o gostoso e sublime ritmo de "vamos fugir... deste lugar... baby", carregando na mão direita um papel de uma agência de viagens com detalhes de um intercâmbio para califórnia, plano de estudo, hospedagem, preço... tudo. sorriu pra ela antes de dizer: "não vai ter graça sem você...". aumentou o som e abraçou-a com força, minutos antes de ela derreter-se completamente. 

15 comentários:

Rita disse...

Obrigada :)

Wanessa Guimarães disse...

Adorei!!!

Beijo,
www.estanteseletiva.com

Ana Luísa disse...

Lindo, lindo, lindo! Aliás, que novidade.. hahha!
Beijos, Flá!

Larie disse...

Ai, Flá, no começo meu coração apertou. Sou muito sensível a essas coisas de abandono, mas o final foi inesperado (e lindo). Amei, amei, amei. Adoro surpresas e surpresas assim são as melhores do mundo!

Beijo :)

Emoções disse...

Escritores são aqueles seres aparentemente comuns,que possuem a misteriosa habilidade de traduzir os sussurros do Vento...

Emoções disse...

Escritores são aqueles seres aparentemente comuns,que possuem a misteriosa habilidade de traduzir os sussurros do Vento...

Jú Sodi disse...

Ai, fiquei aguniada com o desenrolar do texto, mas no final me bateu um alívio...
Não posso nem imaginar ficar longe de quem eu amo...
E adivinha, não vou para a california mas vou para perto de lá :(

Enfim, lindo blog, parabéns :)

Luana Natália disse...

Que lindo :')
Ainda bem que o final foi feliz e totalmente diferente do triste que eu achava que ia acabar acontecendo.

Marcela disse...

Ainda fico boba em ver histórias com finais felizes.
Passo tanto tempo escrevendo minhas histórias doídas que assusta um pouco pensar que tudo poderia terminar bem...

Um beijo ;*

AquilesMarchel disse...

texto evolui
comelça despretensioso e o fim gostosissimo e leve

gostei da primeira lida no seu blog!
o meu destino é ser star rs

aline disse...

coisa semelhante já aconteceu comigo, só que eu parei na primeira parte do texto.
o tal relacionamento-sem-nome-apenas-vamos-sendo-feliz voou!

porque garota eu vou pra califórnia...

gabriela m. four disse...

Que romance mais gostoso *-*

Gabriela Freitas disse...

que delicia de história Flá, amei, apaixonei; lindo demais. terminei com um "awn" nos lábios.

Lu disse...

ótimas músicas para um ótimo texto. Ir nunca é fácil, tanto para quem fica como para quem vai. E fiquei c inveja dele... Califórnia? demais! rs

bjs!

Thais I. disse...

Que delícia te ler! Voltarei mais vezes :)