quarta-feira, 9 de maio de 2012

carta à menina nina

querida, sei que você é uma menina boa e deve estar sendo muito difícil vê-los julgando-a assim, tão mal.

ninguém passou pelo que você passou. o seu passado só pertence a você, sei e respeito isso, pode acreditar em mim. sou daquelas que acredita que memória é bem divino e jamais diria para você que o melhor é esquecer o que aconteceu. o passado nos constrói, mas a grande sacada - e que pouca gente percebe - é que somos nós quem construímos nosso futuro. é isso que você não vê, não percebe. e é isso que você está fazendo agora, escrevendo seu futuro, rabiscando seu presente, só para passar a limpo um passado que já foi. não vai dar para você ser feliz assim, eu te aviso pois gosto de você, vejo a menina que ainda mora nos seus olhos e ainda me encanto com ela. mas no fundo, quero que você cresça, por mais dolorido que isso seja. mais uma vez eu te digo que não quero que você se desvencilhe da lembrança, pois acho que elas servem de degrau para que possamos alcançar nossos objetivos, aprendendo com os erros - os nossos e os dos outros. mas na verdade, o que você faz hoje é semear a infelicidade no jardim do peito das pessoas que você mas gosta. e o pior: faz depósito de ódio em si mesma. como você pode pensar que este é o caminho certo? como você pode afirmar que é isso que deve ser feito? não, eu não acho que nós ganhamos e perdemos na vida tudo aquilo que merecemos, mas acredito sim que cada um de nós é dono de uma história particular e que temos que saber quando uma pessoa já passou pela nossa vida - as vezes construindo, outras tantas destruindo. agora é isso, você pode optar por escolher viver um grade amor ou descontar toda a dor do seu passado. aquele que já foi, que não tem mais volta. e pensa, é bem capaz que você consiga dar o troco, mas e depois e o então? você que é tão boa de panela nunca ouviu dizer que vingança é prato que se come frio?
eu não sei, quem sou eu para dizer que tipo de decisão você deve tomar na sua vida, mas eu só acho que se ser feliz é uma opção - e na minha opinião é mandatório que seja - você deve seguir em frente. e acho mais: que toda essa gente que vive apontando seus defeitos dizendo que são capazes de torcer para a vilã a torcer pra você, no fundo te odeiam pois enxergam em você um pedaço exagerado de um poco que todos nós temos - as amarras no passado, e o medo do futuro. vendo você assim, desperdiçando oportunidades, dando adeus às coisas que realmente importam, elas se veem, se reconhecem, perdidas nesse emaranhado que forma o tempo, a memória e o sentimento.

essa carta menina, é para que você se torne quem veio para ser e não o que você se tornou. tire o nina do nome, esqueça o passado que passou. seja rita. e feliz.

ps1: tudo isso pode ser resumido em: pelamor nina, o jorginho é o cauã reymond, que dúvida é essa, tá louca?
ps2: agradeço todos os comentários carinhosos referentes ao post passado. minhas queridas, estou ótima e o namoro vai bem. foi um surto exagerado no meio de uma tpm que eu aproveitei para falar alguma coisa de ruim. deu certo? rs

9 comentários:

Bruna Gabriela disse...

sem palavras para comentário conciso.
*-*

Monique disse...

que lindo! durante o texto, lembrei de tantas pessoas que conheço e tive que me controlar para não sair compartilhando seu texto por aí... seus textos nunca me decepcionam :)

beijo!

Thay disse...

Eu demorei pra perceber que era pra personagem da novela que você estava escrevendo! E mesmo assistindo pouco (não sou uma entusiasta de novelas, confesso), sei que a Nina/ Rita está praticamente metendo os pés pelas mãos. Na sexta, em que assisti a um trecho enquanto lavava a louça da janta (que prendada!! HAHA) Nina se descabelava e chorava ao som de Adele. Enfim, sempre gostei do texto! Beijo, Flá!

Babi Ferreira disse...

Amiga, você está lendo "O Beijo"!!!! Lembra que eu te falei desse conto? Tchekhov gênio! Saudades de você! Você está bem? Beijnhos, Babi

Veronica Rodrigues disse...

Adoro essa novela. Não perco um dia. Se perco assisto no site dela. hahahaha! Adoro suas visitas no meu blog!

Nat Souza disse...

Me cativou por longuíssimos minutos. Excelente, querida!

Fernanda disse...

ótimo texto, ótimos conselhos a nina. Maas eu não consigo gostar dela, talvez seja por isso tudo que voce disse no texto, essa ideia fixa de vingança é muito chato e a deixa muito sem graça! haha. Espero que ela ouça seus conselhos. hahaha

beijo!

Marcela disse...

Flá sua linda!
Fiquei hiper feliz com seu comentário lá no limaocomcouve, é sempre muito bom reler gente que já é da casa!

SÉRIO? É sério que você tava escrevendo sobre a novela? To aqui desacreditando, texto muito lindo pra ser só sobre a novela. Me perdi nessas linhas e divaguei sobre os problemas da nina, e agora tô aqui rindo de mim e admirando suas palavras...

Um grande beijo

Larissa Bello disse...

Oioiô, oioiô... essa novela tá demais mesmo!

PS: Que bom que está tudo bem com você! Amigas de blog são pra isso! ;p