quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

das cores

a cidade de são paulo é cinza, branca e preta. e só.

mesmo quando tem sol e céu azulado ela é cinza, branca e preta e só. e grande, muito grande, com prédios ainda maiores. e com muita gente, saindo de todos os lados, cada mínimo buraco, vem um, vai outro, um vai e vem caótico. ninguém nem se olha direito. outro dia eu fiquei feliz porque a moça daqui do serviço me respondeu o bom dia. veja só, ela me respondeu o bom dia, fez contato visual, olho no olho. meu coração ficou tão vivo, como se tivesse uma esperança no mundo sabe? que nem no metrô, quando um homem de uns 30 anos deu o lugar para eu sentar com um "Quê isso moça, mulheres primeiro!" e eu fiquei toda feliz e esquisita por dentro porque eu falei com um estranho, ou melhor, ele falou comigo, e ele tinha o coração bom. porque aqui em são paulo todo mundo trilha um caminho, todo mundo tem o seu, e eles se cruzam mas ninguém vê. eu não sei se o caminho das pessoas é invisível, ou se são elas que não se enxergam. você deve estar pensando: mas você é uma delas. eu sou, mas eu não sei, talvez eu devesse ter nascido no interior. ou na praia. em uma vida mais simples. aí agora eu penso lá na casa, os muros de tinta verdinha, a rede laranja (pode ser a azul também) a piscina verde água no canto direito, eu deitada do lado esquerdo do seu peito. aquele calor infernal e a brisa que vem e vai, como que fazendo carinho, trazendo um alívio, um suspiro, assim como o som das folhas se beijando que é como canção de ninar pra dormir às 3h da tarde. todas aquelas cores se misturando o amarelo do sol, o branco das nuvens, o verde da grama, o vemelho do peito feliz. eu gosto dessa vida mais colorida, sabe?

7 comentários:

Ana Luísa disse...

Sabe que apesar de todo o branco/cinza/preto, eu acho São Paulo bem colorida??

Brenda disse...

Sei, e como. Eu tbm gosto da vida colorida e só.

Beijos ♥

Retrato em Branco e Preto disse...

Na minha rua, enquanto caminho para a minha casa vou dizendo "bom dia / boa tarde / boa noite" a todos os vizinhos velhinhos sentados na calçada.. Entendo você.:)

Um beijo.

disse...

me sinto muito vazia quando estou em sp... cidade cheia de gente, mas ninguem ve ninguem...

. pamela moreno santiago disse...

Boa tarde.
Desculpa o incomodo, mas venho hoje pedir que olhe com carinho meu blog de resenhas literárias, o O Leitor.
Se puder fazer parte, agradecemos.

Obrigada e uma ótima quinta-feira. Beijos,

Pamela.

Renata Bittes disse...

Fui em Sampa duas vezes e tive essa impressão. São Paulo tem tanta informação q me cansa. Sinto um sono insuportável. É coisa demais pra ser vista, muita coisa pra ser ouvida, muita coisa pra prestar atenção ao mesmo tempo.

Brasília é grande, mas é muito colorida com um céu lindo do cerrado, muito verde e muitas cores nos prédios baixos estilo anos 50/60.

'Lara Mello disse...

Tu gosta dessa vida colorida, mas nas entrelinhas senti que também ama sua terra.. Admirável.. Sorte! =)