segunda-feira, 9 de maio de 2011

divagando

cheguei no trabalho e botei a Adele pra cantar. nada de errado não fosse o caso de que amo a adele, mas principalmente quando meu coração quer chorar e não consegue. aí eu coloco "someone like you" e começo a escutar incessantemente até que a voz dela me destranque a alma e me deixe chorar em paz. não que eu me identifique com trechos maravilhosos como " I hoped you'd see my face and be reminded that for me it isn't over...", mas é porque ela canta com tanta alma e coração, aquilo é tão real pra ela que acabo roubando suas emoções e pegando pra mim. simples assim.

só que hoje eu acordei bem. acordei bem mesmo e estou escutando adele de livre e espontânea vontade sem ter que destrancar alma nenhuma. a chuva escorre aqui pela janela de trás e vejo um monte de gente abrindo o guarda chuva lá embaixo desejando voltar pra casa, e eu até queria estar em casa, mas essa vontade não está me matando por dentro. é segunda feira, está chovendo, faz um friozinho gostoso e eu não estou morrendo pra estar em casa. acho que o final de semana foi bom o suficiente pra me manter no clima por mais uns dias da semana.

decidi que não vou fazer nada contra minha vontade. absolutamente nada. tudo aquilo que eu não quero e posso evitar de fazer, vou deixar de fazer. a lei do mínimo esforço. estou com sede mas não o bastante pra levantar e enxer a garrafinha, então não levanto. tenho que entregar um release pra sexta feira e podia estar adiantando hoje, mas não quero então não vou fazer. ponto. acho que isso vai melhorar cada pedaço de mim, e dane-se um pouco os outros porque sinceramente eu sou de libra e vivo agradando Deus e o mundo, mas não abusa e por enquanto é só.

a adele agora tá cantando " I'll remember you said/sometimes it lasts in love/ but sometimes it hurts instead" e é a parte que eu mais gosto. principalmente do jeito british que ela fala instead. queria falar que nem ela. cantar como ela. eu sempre quis saber cantar.

6 comentários:

My disse...

O jeito como você descreve suas emoções aproxima-nos do que vives...é maravilhoso!
bjs flor;)

Sandra Ribeiro disse...

Gosto demais da Adele, ouví-la me dá ânimo, acredite! Se vc sempre quis cantar, pois cante! Não precisa se profissionalizar, solta a voz e cante só para você se for o caso! Estou ouvindo agora: Rolling In The Deep, adoro!

O gerente disse...

Fiquei curioso para ouvir a adele cantar. Se a voz dela destranca sua alma pode ser que destranque a minha tambem e isso é bom. E se por acaso destrancar minha alma, eu juro que não a trancarei novamente. Palavra de escoteiro! BEIJOS!

Lilian disse...

Emocionante.
=*

Renata Bittes disse...

às vezes curtir nossa companhia sem deixar os afazeres do dia-a-dia nos atormentar é mt bom. Fazia um tempoooo q eu n vinha aqui.

Gostei bastante =)

Ana Lu disse...

Ai Flá, merecemos nos dar ao luxo de fazer só o que queremos. Pelo menos de vez enquando!
Beijos