segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

dinheiro

eu nunca fui de valorizar dinheiro. pode soar estranho, bobo e hipócrita, mas a não ser quando eu era criança e me imaginava princesa, nunca fui de sonhar mergulhos em dólares, em trocas de carro zero todo ano. eu nunca fui de me imaginar assim, sendo sugada por esse negócio de capitalismo sem medida, mas de repente este final de semana me encontrei com certas partes bem desconhecidas de mim.
essa história de eu me redescobrir constantemente já virou rotina, não estranho mais o fato de ela acontecer o tempo todo. mas acontece que me surpreendi querendo ter dinheiro e aquele aperto até me veio de novo enquanto eu me perguntava, meu Deus, mas como? aquela insegurança de não saber porquê nem como conseguir, esse negócio de me sentir impotente está me visitando com certeza muito mais do que eu gostaria.
aí a gente pega e começa a apelar, pesquisa aonde saíram os últimos jogadores da mega sena, quanto ganharam, quais as profissões mais valorizadas, e aí acaba ficando com a danada da mega sena de novo e afirmando pra si mesma: a partir de hoje eu jogo toda santa semana.
eu sei que dinheiro não leva a nada e que tem tanta gente nesse mundo afora passando fome, e o dinheiro mesmo não traz felicidade, quantas pessoas infelizes e ricas você já não conheceu?, e que a fortuna fica acumulada na mão de poucos e blábláblá.
eu sei de tudo isso, e entendo. sinceramente eu entendo.
mas de repente eu quis ser rica.
e continuo querendo.

3 comentários:

M.a.r.i.a.n.a disse...

Hahahaha....
Estive pensando nisso..
E pra ser sincera, esse assunto me assombrou !!!!
Realmente vivemos em mundo onde o dinheiro é mal destribuido, e o pouco que nos resta é simplesmente disputadíssimo.... e no final poucos o teram em mãos....

É complicado !!! Temos que correr atraz dele, mas não deixar ele hipnotizar a gente...

Mas sempre há um lugarzinho no mundo para os apaixonados pela vida.... Para os que tem objetivos e correm atrás!!

Que vc consiga o que queira sem perder a essencia de ser você!!!
:)

Bjão

Luisa Pinheiro disse...

Acho que eu nunca pensei muito em riqueza, mas ter uma vida confortável e, sei lá, se algum dia tiver filhos, poder dar uma vida confortável a eles também.

Sofia disse...

Eu tambem não dou importancia para isso, mas falando sério, um pouco de dinheiro no bolso é sempre bom!