domingo, 7 de junho de 2009

O tal do príncipe encantado



Com tantos filmes maravilhosos que a gente cresce assistindo é difícil não idealizar um cara perfeito. Declarações de amor explícitas, loucuras de amor pra todo mundo ver, carinho, respeito e trilha sonora são ingredientes perfeitos para um filme de sucesso.

Talvez não seja tão diferente na vida real e influenciadas pelo mundo do cinema a gente vive à espera do cara perfeito.
Por mim tava tudo ótimo se um cara mistura de Edward, George Clooney, Brad Pitt, Vilhena e Cauã Reymond resolvesse aparecer na minha porta. Pára tudo que essa trupe misturada (ou até mesmo qualquer um deles sozinhos) é um sonho que eu adoraria alcançar. Mas não dispensaria o respeito, a amizade, a companhia e principalmente a cumplicidade como as características essenciais para um candidato a namorado.

Talvez assistir à filmes tão lindos como esse da foto (Diário de uma Paixão, se não assistiram assistam!) seja a razão de idealizar por um cara que nunca chega, e o motivo pelo qual eu continuo solteira. Mas a verdade é que não encontrei ninguém ainda que me fizesse sentir tão especial a ponto de ser meu namorado. Permaneço com as minhas portas fechadas. O cara certo vai ter a chave para entrar.

Nenhum comentário: