segunda-feira, 11 de maio de 2009

Sexo é aquilo e coisa e tal, e tal e coisa


Família inteira reunida, papai, mamãe, irmã. Finalmente todos juntos, filme no DVD, potinhos de pipoca na mão. No meio do filme, maior beleza o casal protagonista finalmente se beija e o beijo vai esquentando, esquentando ficando caliente. Quando você vê lá estão eles no quarto, naquilo que a gente chama amigavelmente de "nos finalmentes" . Aí você levanta, dá uma sede desgraçada ou uma vontade danada de fazer xixi. Não dá pra assistir esse tipo de coisa com papai, mãmãe. Aqui em casa sempre foi assim. Tenho quase 20 e o tabu sexo continua grande.


Não que eu não fale com as minhas amigas, longe disso, é óbvio que rola um comentário ou outro, que juntos formam vários - que o diga o chat TDB no orkut! - e quando a gente cresce é natural falar do assunto. E eu não tenho problema nenhum em falar nele! Pode me botar em uma roda com um bando de adulto, um monte de gente que eu nunca falei na vida que eu discorro sobre o sexo normalmente, sem nenhuma restrição. Mas se papai e mamãe estiverem na roda não!


E não acho isso caretice. Eu tenho até uma relação muito aberta com os meus pais e a gente bate uns bons papos, mas acho a situação embaraçosa. E também nem acho que as cenas de sexo são tão necessárias, insinua ali, pronto acabou, pra que mais? Quem quer vucu vucu que alugue um filme pornô, não é não?


Nenhum comentário: