domingo, 8 de março de 2009

Só no escurinho do cinema


Namoros mal assumidos no mundo das celebridades é coisa conhecida. Na vida real, o negócio já não é tão estampado, o que não quer dizer que não ocorra. Pra falar a verdade acontece à todo tempo. As ficadinhas não assumidas.


Afinal de contas, com a invenção do orkut, criou-se praticamente uma certidão de comprovação de relacionamento. Só lá é que a gente estampa pra todo mundo que tá realmente acontecendo, é uma espécie de revista de celebridade de nós, pobres mortais, com a diferença de que nós mesmos escolhemos as melhores fotos, e editamos nosso próprio texto para que todo mundo leia.


A última vez que eu namorei sério mesmo - que foi praticamente a única- já faz algum tempo, descontando nossas idas e vindas. E nesse tempo nunca tive coragem de colocar lá pra ninguém conferir o nosso amor iô -iô, queria pra mim privacidade e tempo para ver se dava certo, o que deve ser a tal privacidade que os famosos tanto clamam. Também passaram outros por aqui, fortes candidatos à serem assumidos, mas nunca aconteceu.


Acho que de uma forma ou de outra, querendo ou não a gente deixa de assumir quando o sentimento não é forte o bastante pelo menos de um dos lados. Já aconteceu comigo de querer estampar pra todo mundo e não fazer por perceber que o cara não compartilhava da mesma opinião e já perdi a conta das outras tantas que deixei de assumir por ter total conhecimento de que faltava mesmo era sentimento da minha parte para contar pra todo mundo da minha intimidade.


A grande verdade é que não dá pra assumir para os outros aquilo que não assumimos à nos mesmas...

Nenhum comentário: