quarta-feira, 18 de março de 2009

O importante é ser você


A gente já está cansado de assistir em filmes americanos os grupinhos separados, com os nerds de um lado e as patricinhas gatas de outro. No final o cara mais gato do Universo se apaixona pela esquisita e vivem felizes para sempre. O que a gente nunca para pra pensar é que no final as esquisitas sempre ficam mais bonitas e parecidas com as populares. Só em filme mesmo.
A verdade é que acontece toda hora da gente se separar em grupinhos que são reflexo daquilo que a gente é e vice e versa. Copiamos mesmo uns aos outros o tempo inteiro e bato o pé afirmando que não existe o contrário, a não ser que você fabrique suas próprias roupas em modelos únicos e exclusivos! Não acho ruim essa experiência, que pra mim mais parece uma troca.
Trocamos experiências, informações, opiniões e desejos o tempo todo e é essa troca que garantiu o sucesso da nossa humanidade, não há mal nenhum nisso, muito pelo contrário. Sou completamente a favor desse diálogo contínuo que une as pessoas. Procuramos o tempo todo pessoas parecidas conosco e nos surpreendemos ao gostar daqueles que não seguem exatamente o nosso ideal individual.
É claro que não dá pra extrapolar e sair copiando todo mundo, o bom mesmo é quando essa troca vem inconsciente e quando você vê já tá falando a gíria que o Ciclano usa o tempo todo, e se apaixonando pelo livro que a Fulana tanto fala. Isso é troca, intercâmbio de formação e é isso que forma o que somos. O importante é conservar a nossa raíz.

Nenhum comentário: