quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Feliz Ano Novo

"Quem é que determina quando o velho termina e o novo começa? Não é o calendario, não é um aniversário, não é a virada de um ano. É um evento - pequeno ou grande - que nos muda, nos dá esperança, uma nova maneira de viver de olhar para o mundo. (...) O importante é nunca parar de acreditar que nós somos capazes de novos começos, e lembrar que entre tantas coisas tristes e desestimulantes, sempre haverá algo capaz de nos impusionar para frente"

Com essa tradução livre de uma das falas de Meredith do seriado Grey's Anatommy, deixo para nós uma mensagem de como encaro as mudanças. Entre todas essas datas que o calendário nos impõe, somos NÓS os únicos capazes de dar vida e sentido a cada uma delas. Mais uma vez, somos nós os responsáveis pelo ângulo de visão.
Eu, como boa otimista, aguardo um 2009 trezentas vezes melhor que 2008. Quero que 2009 seja para todos nós, simplesmente: COMPLETO.

E para isso, aproveitando o gancho da pauta da Capricho, é sempre importante que um plano de metas seja traçado. Aqui vão cinco das minhas muitas resoluções para o novo ano:

1. Parar de estampar felicidade e tristeza para todos aqueles que querem ouvir. Gosto de dividir as minhas experiências com todo mundo, o que nem sempre pode ser positivo. Selecionar só os poucos e bons amigos para exercer minha capacidade jornalística de informar à todos o que se passa na minha vida, é uma ótima pedida.

2. Parar definitivamente de roer unhas. - a mania vai e vem todo ano. Dessa vez eu paro! É uma ORDEM.

3. Ir à no mínimo QUATRO shows, para falar bem ou mal. Eu moro na metrópole brasileira e muitas vezes acho que me deixo de lado no quesito cultura.

4. Começar academia! E não precisa ser malhação não porque odeio, e nem a tão desejada dança que eu tanto amo. Simplesmente reservar um tempo para minha mente e corpo se desligarem da correria diária, e descansarem, seja na natação, na hidro, na ginástica ou o que quer que seja,

5. Arranjar um namorado. E isso inclui deixar de me envolver com aqueles que não merecem e dar chance aos fofos que eu troco tantas vezes por cafajeste. Assumir para mim mesma que neste ano que passou eu mais fugi do que busquei relacionamentos serios, foi difícil, mas um alívio quando reconheci. Agora é hora de ter alguém fixo, que me passe segurança. Quero amar e ser amada. E essa é a ordem principal.

Ps: Estou na praia e está armando uma chuvinha. Fui pra lá, tomar o primeiro banho de chuva do ano! Beeeijos!

Nenhum comentário: