sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Uma piscada de sedução

Todo mundo já tentou conquistar alguém, e se não tentou só está perdendo. É lógico que é uma delícia e tanto ser conquistada, mas saber que você disperta a atenção de alguém é ótimo. E vários artifícios podem ser usados, desde a cor da meia, o jeito como se sorri, a cor das unhas. Já vi tudo isso. Acho tudo válido, desde que não interfira na nossa individualidade. Já vi amiga minha mudar radicalmente, vestindo roupas que não gostava só pra conquistar um cara. Acho injusto com ela e com ele, porque ela no mínimo está enganando os dois.

O mais gostoso da sedução é dar de si aquilo que você tem de melhor. E vale apelar pra roupa, é claro, mas nunca abusivamente. Pra mim, sedução caminha junto com mistério e é gostoso senti-lo no ar. Por isso passo longe de decotes imensos, saias curtíssimas e barriga muito de fora. Não pensem que sou carola, mas acho legal usar tudo proporcionalmente. Vale apostar na cor também, invisto naquela que melhor cai em mim e tento à todo custo não usar preto porque acho meio monótono pra paquera. Gosto de roupas coloridas. Que engraçado, nunca tinha parado pra pensar, mas acho que nunca mesmo fui de preto num primeiro encontro.

Perfume e maquiagem andam juntos, no mesmo passo. Bem suave, nada de exagero. Uma pitadinha de perfume no pescoço pra hora do beijinho no rosto e uma boa caprichada no rímel porque o olhar é a melhor parte.

Pra mim sedução mesmo, tá no olhar. A gente sabe quando alguém olha pra gente falando mil coisas que a boca não pode falar. É o nosso olhar que convida ou evita que alguém entre no nosso espaço. E comigo, ao menos, nunca deu errado. Por isso, capricho no rímel, curvex e seja lá o que for pra deixar os olhos como o foco da conversa. Sempre deixo que eles façam todo o resto...

Nenhum comentário: