domingo, 23 de novembro de 2008

Ainda, amor

Que pena amor que você se perdeu
E que todo aquele sonho que a gente viveu
Tenha se perdido em qualquer pedaço seu

Que pena amor que você já não é
Aquele que um dia eu amei e quis
Que pena amor que você já não quer
Estar aqui presente para me fazer feliz

E olha amor quando eu olho pra trás
Ainda sinto seu cheiro espalhado no ar
E não é que eu não queira, é que simplesmente não dá
Te tenho guardado em todo e qualquer lugar

Que pena amor que você mudou tanto
E que eu não reconheça mais o seu sabor
Que pena amor que não sinta meu pranto
Que tenha pintado em preto e branco toda nossa cor

Nenhum comentário: