sábado, 19 de julho de 2008

Além da amizade


Já houve época em que eu tive muitos amigos, outras em que tive um ou dois, e hoje estou feliz com os meus poucos e bons. Mas o fato é que em todas estas fases ela esteve presente. Em todas as fases MESMO.
Conheço a Pati da barriga, ela é minha prima direta, filha do irmão da minha mãe e isso significa que a conheço à dezoito anos. Desde pequenas dividimos histórias, medos, brincadeiras e bobeiras. Já fizemos novelas com enredo e tudo para as Barbies, já fomos irmãs em brincadeira de mãe e filha, e já dissemos que nunca iríamos ficar com menino nenhum, naquela fase que homem é a pior espécie. Não brincamos mais de Barbie, mas hoje somos protagonistas de nossa própria novela, a considero uma irmã e de vez em quando ainda achamos que os homens são parte da pior espécie.
Apesar do tempo passar e de hoje termos de nos dividir com trabalho/namoricos/faculdade/falta de tempo, não nos distanciamos em absolutamente NADA. As trocas de e-mail são no mínimo semanais, e os telefonemas e mensagens estão sempre presentes, além das saidinhas é óbvio. O mais gostoso de tudo é viver hoje aquilo que sonhávamos anos atrás com as nossas Barbies : passadinha de carro, barzinhos, risadas, shows, danceterias e alguns ficantes. Já vivi quase tudo com ela, só não brigamos. E há quem ache isso uma mentira deslavada, mas juro de pé junto que essa é a experiencia que nunca tivemos: Briga! E não pense que não discordamos - isso acontece sempre! - mas estamos sempre nos apoiando, dando o famoso ombro amigo. Queria que todos pudessem viver uma experiência como essa, que com certeza vai além da amizade.
Feliz dia do amigo!

Nenhum comentário: