segunda-feira, 16 de junho de 2008

Quando tudo dá errado

Eu sempre soube que não dá pra ser feliz 100% do tempo e talvez por essa razão eu aproveite tanto os momentos que me deixam chegar ao topo, vivendo tudo com tamanha intensidade que até eu me surpreendo após alguns momentos. Mas esse negócio de viver tudo ao extremo está me fazendo penar de vez em quando. E quando esse de vez em quando chega, eu peno mesmo. MUITO.
Como vivo dizendo que comigo é 8 ou 88 minha vida tá pegando isso pra ela também. Esse final de semana por exemplo, tudo resolveu dar errado. Ficou um caos, daqueles que você pergunta à Deus porque ele te fez acordar e reza de segundo a segundo pro dia terminar. Me peguei, mais que uma vez, rezando para que fosse um sonho. Um pesadelo, talvez. Não é que eu esteja fazendo drama. É que tudo deu errado mesmo. E dessa vez ultrapassou limites - não é só dentro de mim, tudo ao meu redor resolveu dar errado também. Aquela história de que uma coisa ruim nunca acontece sozinha...
São tantas as coisas que me deixam insegura. É em casa, é aquela maldita economia da faculdade, é aquele maldito amor que guardo no peito, é aquela bendita solidão que se apossa de mim de quando em vez. Até minha barriga resolveu inchar um pouco mais esse mês...Vontade de sumir todo mundo tem, não tem?
Tava saindo da faculdade hoje e vi uma trupe de meninas. Entre elas tinha uma gordinha com o agasalho pequeno, deixando de fora sua barriga saliente, a tiara mais bagunçava do que ajeitava o cabelo e ela tinha uma pulseira de cada cor no braço. Ela me chamou atenção e me vi a observando durante longos instantes. Ela virou para um menino, que tinha o cabelo arrumado e olhar de sapeca e lhe mostrou a língua, emendando : "Tenho um nojo de meninos! ". Todas as meninas da roda riram e ela gargalhou gostoso e me vi rindo também. Que saudade daquele tempo, onde o peso nao importa, aparência conta pouco, meninos são sinônimo de nojo e a maior preocupação é terminar de vez o dever de casa pra brincar de Barbie.
Porque é que a gente sempre deseja ter a idade que não chega e lamenta não ter aproveitado a que já passou?

Nenhum comentário: