segunda-feira, 23 de junho de 2008

Nada com nada

Eu deveria estar estudando e tenho completa consciência disso. Entrei de férias na faculdade, mas no curso de inglês não, e não me lembro de ter me dedicado - como deveria - à ele durante todo esse semestre, e me lembrando que o nível em que me encontro não está assim pra tanto relapso, mais uma vez repito : eu deveria estar estudando.
Não fiz quase nada hoje. Gastei saliva e abri ouvidos e olhos. Só. Comecei a ler o que parece ser ótimo "A menina que roubava livros", tomei banho e me mandei junto com a minha irmã pra casa da minha prima que acaba de ter uma bebê linda. Ficamos lá a vida toda falando sobre amenidades, dando risada, comendo. Minha professora do maternal/jardim sei lá o que, que é amiga da Lú passou por lá e foi bom pra matar a saudade. Ela quase me matou quando a chamei de tia, mas dá pra chamar de outro jeito? Quero dizer que eu podia perfeitamente ter estudado. Mas não fiz. Não quis.
Meu despertador também não despertou hoje. Até ele sentiu frio e quando percebeu a temperatura ambiente resolveu me deixar dormir. Acordei assustada, tive um sonho estranho, um bando de japonês fazendo xixi na rua, nojento, eles pareciam fazer parte de alguma máfia. Meu pai, que não deve ter frio, nem pena, resolveu me acordar e eu quase o matei de susto. Mas foi ele quem me assustou primeiro, juro.
De qualquer forma, eu deveria estar estudando e não aqui contando da minha vida nada com nada pra vocês. Mas eu quero fazer qualquer coisa que NÃO seja olha para o bendito livro de inglês e essa é uma boa desculpa. Afinal de contas, se tem uma coisa que gosto de fazer é escrever. E é raro eu contar pra vocês como foi meu dia. Desculpem por ter escolhido um tão banal pra relatar...
Beijo, beijo, volto em breve!
=*

Nenhum comentário: