quinta-feira, 12 de junho de 2008

Homens, homens...

Não vejo problema nenhum em gostar da aparência, muito pelo contrário, a gente tem mesmo é que gostar do que vê no espelho, porque é aquilo que a gente vai olhar durante muito tempo. Eu mesma, tenho que admitir gostar de alguma coisa aqui, um detalhezinho ali. E existem sim, dias que eu me olho no espelho e falo: uou! o que é que te deu hoje, face, pra acordar bonita?
Mas se tem uma coisa que eu tenho verdadeiro ASCO é homem convencido. Nada mal cuidar da aparência, sair bonito pela rua e sentir isso de vez em quando, mas olhar por cima destilando superioridade e se achando o centro do planeta feminino simplesmente me enoja. Pode ser o homem mais bonito, um Brad Pitt, se olhar daquele jeito, se andar daquele jeito se for se sentir daquele jeito, já era. É puro desencanto.
Eu posso estar à um passo da paixão, do amor endoidecido, mas se ele se vangloria... goodbye.
(telefone tocando)
_ Oi anjo!
_ Fala minha metida tudo certo? Tenho pouco tempo pra falar, mas precisava te ligar pra contar
_ O que aconteceu?
_ Tava eu, lindo e másculo andando pela rua, não é que uma mulher me para? Uma mulher não, uma menina, tipo garota...
_ Humm, iai? (desconfiada)
_ Iai que a menina me parou e falou: Desculpa te dizer mas eu não consigo me controlar, você é muito gato!
(alguns segundos de silêncio)
_Anja? Alô?
_ An, e ai? - ainda tendo esperanças de que alguma coisa menos ruim sairia dali
_ Iai que nada, só isso. E eu tava super mal vestido, tipo bermuda velha e chinelo. Imagina se eu tivesse arrumado?
_ Você me ligou pra contar isso?
_Huhum, e pra dizer pra você valorizar muito o produtinho aqui, porque tem um monte de gente babando pra comprar (risadas).
(silêncio)
_Anja? (muitas risadas) Que é isso ciúme?
(silêncio)
_ Anja tá aí ainda?
_Só pra constar, se qualquer mulher fosse te ligar toda vez que recebesse uma cantada ou qualquer coisa do tipo, a gente não desligava o telefone. Em segundo lugar eu tenho nojo, asco de homem nojento. Em terceiro, eu quero um cara, tipo um homem pra ter por perto, não um moleque. Muito menos um produto...
Ahhh paputaqueopariu...

Nenhum comentário: