quinta-feira, 17 de abril de 2008

Deputado, vá se preocupar com o narcotráfico


Não sei quando é que foi que a sociedade fez essa inversão de valores onde a mulher tem que ser magérrima. Ao que me consta, durante um bom tempo, bonito mesmo eram as gordinhas. O infeliz que enfiou esse novo padrão goela abaixo, possibilitou a criação de um monte de neura feminina, e problemas atrás de problemas. Agora lançaram esse projeto, onde as modelos não devem ser esqueléticas e sim mais normais. Eu iria preferir, confesso, que as leis da ditadura da beleza diminuíssem, e acredito muito que as grandes sofredoras com anorexia e bulimia são aquelas que vivem do corpo. Mas não dá pra generalizar.

As intenções do deputado podem até ser bem intencionadas, mas acho que pouca coisa vai mudar na prática. Esse negócio de lei medindo quem tá com mais ou menos peso, não deixa de ser outra imposição de beleza - onde o magro não é bonito. Eu conheço muitas gordinhas lindas, e sempre fui magrela - durante muito tempo, por mais que eu comesse, não engordava, e apesar de todo mundo dizer que nao, de vez em quando encontro uma gordurinha aqui ou ali.
Pra mim, não é uma lei que vai mudar aquilo que é bonito ou feio. Vai de cada um, e gosto é gosto, não se discute. Tem amiga minha que adora um redondinho, e é isso que faz a graça - a diferença. E eu até quero ver essa diferença estampada em capa de revista, mas sem dúvidas não é uma lei que tem que fazer isso.


e viva a diferença!


~~* Para TDB.

Nenhum comentário: