quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

O começo do amor.


Eram cinco horas da manhã e o celular tocou. Ao invés de sentir raiva por estar sendo acordada naquele momento, deu um largo sorriso e atendeu com a maior felicidade do mundo.
_ Alô?
E pode jurar até agora que aquele era o "alô" mais gostoso do mundo.
_ Amor, tô te ligando, porque tô com fome, sem sono e com saudade de você.
Essa parte ela jura até agora, ter sido a melhor frase que escutou nos últimos meses.
Já faz um mês que estão juntos de verdade, depois de um bom tempinho enrolados. Era ele que ela sabia querer desde a segunda vez que viu. Não importava se ele era ex amigo do seu ex namorado. A gente não pode basear nossa vida, quanto menos nossa felicidade em um ex. Desde o primeiro beijo ela soube que tinha alguma coisa diferente, uma olhada diferente, uma pegada diferente, uma batida bem diferente no coração. Tentou enganar a si mesma durante um tempo, mas o destino havia se encarregado de mostrar que não tinha jeito, não dava, era ali mesmo o seu lugar.
Quanto à ele... bom, ele não era o cara mais certinho do mundo, tinha uma boa lábia, uma ótima cantada, e um estilo que ajudava a conquistar as meninas que queria. Mas determinado dia, ao encontrar com ela se deu conta, de que tinha alguma coisa diferente, uma olhada diferente, uma pegada diferente, uma batida bem diferente no coração. Até se assustou um pouquinho com o sentimento, resolveu se afastar, deu um tempo, mas não durou nem uma semana assim.
Quando viram já estavam no colo um do outro, desejando estar juntos mais que qualquer desejo devastador de grávida . Começou com uma ida ao cinema, um convite pra passar a tarde em casa, algumas taças de sorvete, e quando viram já era, já tinha ido, tinham sido mordidos, pelo que costumam chamar de amor. E toda hora ela pensa nele, e toda hora ele pensa nela, e ficam nisso num amor como de novela. Existem alguns invejosos por aí, alguns dizem que são ridículos por se declararem tão apaixonados, tão rapidamente. Eles respondem com indiferença, pois sabem que ninguém sentiu ainda as "borboletas diferentes"...

_ Te liguei só pra dizer que eu vou tentar dormir aqui, pra sonhar que estou aí com você...

E sonhou.

18 comentários:

Jana disse...

Aproveite então todo esse amor!

Beijos

Taísa disse...

Ah o amor...

1,76 legal. Tenho 1,78. Mulheres altas comandam e escrevem bem!

Marcela disse...

Oi Flah! Td bem?
Adorei o seu texto! E a sua foto do perfil.. vc tem um sorrisão, deve ser dauelas pessoas bem legais =)))
Obrigada por passar no meu blog ;)
Sobre as pamonhas, pois é, os moradores de um bairro de Sampa estao com essa graça de querer proibir.. ja pensou? Nada a ver neh.. cumulo! É td de bom.. como disse uma das minhas amiagas em um comentario: é como lembrança de carro de churros q passa com aquelas musiquinhas 'comer comer é o melhor para poder crescer' ou o tio do algodão doce que passa batendo garrafa com metal dentro hehehehe não dá pra esquecer essas coisas, né? Não pode acabar...
Té mais! Beijão

mari. disse...

oi Flá, fico muito feliz quando alguem novo visita o meu blog ^-^
Nao liga não, eu tenho umas manias bem doidas mesmo, essa nao é nada, mas experimenta laranja com sal. É uma delicia *-* (ainda nao consegui comer hoje ;x)

Como a Mah falou você tem mesmo um sorriso que chama atenção, pareceu ser uma pessoa bem legal. E esepro que seja :)

Sobre o seu post: Ai ai, o amor é realmente o sentimento mais lindo que uma pessoa pode ter ( e é melhor ainda se for correspondido). Lindo o texto. É uma historia real? Você mesma que fez? x)

beijinhos querida ;*

Déborah Capel disse...

Oie! Sou nova por aqui, te encontrei no blog da Marcela e então resolvi passar.
Adorei o texto e me identifiquei bastante com a história, por mais incrível que pareça =D
Invejeeeei a sua alturaaa! kkkkkkkkk
Quem me dera ter pelo menos 1, 65 ;p(humiiilde!)
Beijinhos e fique com Deus! ;*

Déborah Capel disse...

Oi Flá(posso te chamar assim?)
Muiito obrigada pelos elogios e acredite não é lá muito legal ser baixinha, ainda mais quando é a menor da sala e seu namorado mede 1,85.
kkkkkkk
Mas se quiser trocar de altura... estou à disposição. Você pode levar de brinde uma barriguinha!
kkkkk
Brincadeira.
Posso te linkar?
Beijinhos e fica com Deus!

(marta entre parênteses) disse...

ah que lindo.
texto pra fechar os olhos e sonhar com ele..

Déborah Capel disse...

Infelizmente meu complexo de altura ainda não passou, ainda mais porque todos a minha volta adoooooooooram me chamar de baixinha!
argh :@
Vou te linkar. Beijinhos ;*

Teresa disse...

ai q liiindo hehehe

Ah, mas eh assim mesmo. tem sempre aquele invejoso que acha o amor brega, mas na verdade ele tá doido pra ter um igualzinho hehehe

=*

Biaaahhh disse...

Amor...não sei o q penso dessa palavra ao certo...Me linka????

Lilah disse...

que texto bonito.
de verdade achei leve, e tocante
estou num momento romantico,
quase bregaa.
=/

começando a gostar de alguém,
mas não pode.

ele é ex da minha amiga,
e num vai ficar uma situação legal.
tô sofrendo,
ta doendo,
e seu texto me fez parar..

obrigada de verdade!
beijo

Loh_rayne disse...

que peeerfeito;


aproveeeita !

vc é muito alta ;O
inveja ;


:*

Ana D disse...

Ohhhhh como eu gosto destas crônicas de amor comum...rsrs...Com final feliz ou sem final feliz que viva o amor ! rs

Gabriele Fidalgo disse...

Que palavras leves, que detalhes que fazem toda a diferença e que texto envolvente. Amei!

Vou te linkar e voltar mais vezes. =]

E obrigada pelo comentário.
O texto que postei lá no 'Versos de Falópio' é meu sim.^^


Beijoos

Fê Probst disse...

Ai que delícia garota!!!
Sei bem que sensação é essa de borboletas. Mas, ao contrário do seu príncipe, o meu sentiu o sentimento, se afastou e não voltou mais. Tudo bem, procuro outras borboletas por aí.

mari. disse...

Oi Flá (posso te chamas assim?)
Eu vim aqui, mas você ainda nao postou hoje, quando postar passa lá no meu pra avisa que eu venho aqui conferir ;)

beijos querida ;*

Biaaahhh disse...

E a Mah tah certa vc tem um sorrisão...QUERIA SER ASSIM COMO VC...Saber sorrir em foto!!!!!Beijos!!

Fláh disse...

O destino sempre se encarrega de lhe mostrar aquilo que tá bem embaixo do nariz.

Huu telefonemas assim são os melhores, mesmo pra mim que nao gosto de telefones.