quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Ei, você aí.

Fui apaixonada durante tanto tempo por um inútil. Deixei de ir pra barzinho, micareta, de beijar na boca pra ficar ouvindo aquele fútil.
Esperei por tanto tempo aquela anta, contando os passos, procurando os espaços pra colocar ele de volta na minha vida. Quanto tempo perdido! Olhei esses dias pra mim no espelho, como eu pude ter me esquecido?
Aquele cara não me acrescentava em nada, me deixava em casa despedaçada, esperando por um amor, me enxendo de expectativas que só me aproximavam da dor, como eu pude? como eu pude?
como eu fui me esquecer de mim tanto tempo? como pude me deixar levar por aquele sentimento, como pude gostar mais dele do que de mim? Ele nunca foi tão excepcional assim...

Quem é ele pra vir apontar meus defeitos, quem é ele pra vir indagar meu jeito, pra jogar fora todo o amor que eu tinha no peito! Qualé, sujeito?
Quanto tempo jogado fora, quantas lágrimas que eu desperdicei até agora. Dei um basta, um chega, mandei embora. Eu mereço muito mais do que um cara que não paga nem a conta da coca cola...

18 comentários:

Déborah Capel disse...

Oi Flá do sorriso cativante. Tudo bem?
Sobre o texto de hoje, acho que se esse amor for pra sofrer não vale a pena.
Pode ter sido melhor pra você deixar de ter ido pra todas essas micaretas e ter encontrado alguém que poderia ter te feito sofrer ainda mais.
Homens assim não merecem que você se importe com ele.
Mas essa parte do cavalherismo e incluindo até o romantismo é bom esquecer, tá difícil hoje em dia encontrar algum que seja assim. Afinal, não vamos encontrar um príncipe encantado que venha montado em um cavalo branco e então vocês serão felizes para sempre, com vários suspiros e serenatas de amor.
O amor é muito mais que viver feliz pra sempre e não compensa encontrar um príncipe encantado, precisa-se de alguém que no início vocês só verão diferenças, mas com o passar do tempo todas essas diferenças se transformaram em semelhanças e chegará o dia em que te perguntarão o número do seu celular e de tanto ligar você passará o número dele.
Não canse no primeiro tombo, nem no segundo. Aliás, não se canse nunca.
Beijinhos e fique com Deus. ;*

Jana disse...

O q importa é vc ter se dado conta, agora recupere o tempo perdido.

Pq não pagar a conta ninguem merece!

Beijos

mari. disse...

Isso mesmo Flá. gostei muito do seu texto. Não devemos nunca amar alguem mais do que a nos mesmos. Afinal para se amar outra pessoa temos que primeiro nos amar acima de tudo e assim dar uma parte de nosso amor ao outro. Mas as vezes o que sentimos não é bem amor e sim uma paixão ou mesmo uma obsessão e quando acontece ficamos cegas e acabamos não pensando em mais nada além dessa pessoa e nos esquecemos até de nós. É nessa hora em que devemos parar e refletir se é isso mesmo que queremos para nós. Será que vale a pena continar a lutar por alguem que nao sabe reconhecer o nosso valor? Alguem que nunca te deu a atenção que você merecia? Poxa é tão bom ter alguém que nota quando você corta o cabelo, que diga que você está bonita mesmo quando você passou a noite com insônia porque nao conseguiu dormir por causa daquele filme de terror que você assistiu. fala serio! Tem coisa melhor?

beijos ;*

mari. disse...

Com certeza, mas não podemos esquecer que NÓS somos os moradores dele e que também temos a nossa parcela de culpa. infelizmente ;/

Estava Perdida no Mar disse...

Nossa, eu tb passei um tempo num amor que não valia. Não que ele não valia, mas certas coisas e o momento não compensavam. Quando tudo passou deu uma sensação tão grande de tempo perdido...que nem sei como comecei a sair disso. Mas aprendi tanta coisa...mudei tanto. Quem me conhece sabe que sou uma pessoa hj e era outra pessoa antes.
Acho que ainda assim valeu muito a pena.
Obrigada pela visita.
Gostei muito do seu cantinho.
Vou vir aqui mais vezes e assim que meu blogspot permitir eu te linko.
Beijos

Cackau Loureiro disse...

seja bem vinda ao cafe com creme...

em breve volto para ler-te!!!

bjokas

Déborah Capel disse...

Eu adoro mesmo escrever em comentários, ainda mais quando a pessoa escreve sobre um assunto interessante que eu tenho uma história pra contar ou comentar mesmo.
Beijinhos e fique com Deus Flá! ;*

Lilah disse...

eh isso Flávia,
o bom eh isso,
perceber o erro,se recuperar e tentar ser feliz de novo!

existe mtos caras idiotas por aí,
mas se preocupa não,ainda tem aquela velha e infalivel lei do retorno!
:D

garota,
positividade sempre!

beijo

(marta entre parênteses) disse...

ta certiiisiimmaa!!
agora eh bola pra frente
e aprender q primeiro vc tem q se amar.. daih se amando. vc nao vai deixar mais qualquer um atrapalhar sua vidinha ssim..
;**
boa nova vida sem entulhos. hehe
;*

Fê Probst disse...

Ai que poema gostoso!!!
A gente não pode gostar mais dos outros que de nós mesmos. Não, never! Se não fizermos pela gente, quem irá fazer?
Eu sei que a teoria é bem mais fácil do que a prática, visto que, sei o que devo fazer mas não faço.
Tudo bem, quebrar a cara as vezes faz bem, faz acordar pra vida.
Antes tarde do que nunca né?

Fê Probst disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fláh disse...

E meu medo é tá esquecendo de mim assim. Mas como sempre digo, todo momento passado nunca é desperdício.
Pode aé ter feito sofrer, mas você aprende com isso, aprende a lidar com os momentos mais dificeis, só lhe ajuda a crescer.
E o que ele aprendeu? Acho que só a fazer sofrer.
Sempre tento aprender com tudo que seja possivel. Até o tempo perdido. :)

Marcela disse...

Oi Flá! Amei seu comentário, viu?
Que bom q vc ta melhorando... pq eu só pioro viu.. afe!
Sobre seu texto, eu sei beeem do que tu ta falando... pq homem é assim heim? Ganham a gente e depois deixam assim, pra outro ganhar deles. Que ódio.
Beijos

Lara disse...

Oi querida! Adorei seu blog! Vou te dizer que todo mundo já caiu nesse "conto do vigário", todas nós já nos apaixonamos por quem não vali a pena! Às vezes demora, mas a gente acaba abrindo os olhos!
beijos

Ana D disse...

rsrsrs....Sempre é tempo de cair fora...E agora q vc enxerga melhor, olhando de fora, talvez nem repita o erro...A gente aprende hen ? rs

Alê Barros disse...

Flá,

Primeiro quero agradecer sua doce visita em meu blog...adorei e volte sempre que desejar...
E quanto ao seu blogue, adorei de cara o nome...os textos são ótimos e esse aí do cara que não vale nada, eu bem que me identifiquei...costumo dizer que qdo isso "acontecia" (agora não acontece mais...rs) comigo, eu estava em surto...só podia ser...
Bom que vc resolver lembrar que vc existe...
Beijos

http://eueminhascaraminholas.zip.net

Déborah Capel disse...

Fláá, sumiu! O que foi?

Lili Marlene disse...

sim sim sim, o príncipe já nasce com cavalo branco, espada na mão e coroa na cabeça. Somos nós que, às vezes, temos uma película na frente dos olhos que não nos deixam enxergá-lo. Mas essa película acaba caindo.

Nada de errado em se divertir com os sapos, se a sua intenção é apenas diversão!

Quantas vezes na minha vida já não chorei piscinas por um cara e depois de um tempo eu parei para pensar em como pude desperdiçar tanto tempo, lágrimas e energia com um cara que não valia à pena.

Não se trata de cuspir no prato que comeu, até porque eu tenho alguns ex-namorados que, até hoje, eu adoro, com quem eu aprendi muita coisa e torço muito pela felicidade deles.
Mas tem outros que, sinceramente, não precisavam ter entrado na minha vida (e, normalmente, foi por esses que eu mais me descabelei).